7 dicas para Colar Acrílico com mais qualidade e precisão

Colar Acrílico com mais qualidade e precisão

É comum no mercado de transformação de chapas acrílicas, os profissionais  terem muitas dúvidas sobre alguns processos. Por isso a missão de ajuda-los. Hoje temos um assunto que ainda gera muita discussão: Como colar acrílico de maneira eficiente.
Como em qualquer atividade, nós podemos encontrar verdadeiros mitos que não nos deixam evoluir em processos por vezes muito simples. Nossos especialistas listaram algumas dicas para desfazer esses mitos e te colocar no caminho de melhor colagem correta de acrílicos:

1 – Cuidado com o Corte a Laser antes de colar suas peças

O Corte a Laser de chapas acrílicas chegou para ficar. Muito profissionais tem acesso a estes equipamentos e se habituaram a colar suas chapas diretamente após o corte, gerando um erro bastante comum.
EVITE COLAR CHAPAS ACRÍLICAS CORTADAS A LASER SEM ANTES USINAR AS EXTREMIDADES, pois com o processo de corte pelo calor as extremidades ficarão polidas termicamente (como no processo por chama), não permitindo que a cola possa agir em contato com o acrílico, desta forma a sua colagem terá pouca resistência e visualmente ficará com muitas bolhas, além da possibilidade de gerar o efeito de craquelamento ou  “crazing”. Sempre faça o lixamento ou passe as bordas na tupia antes da colagem.

2 – Escolha sempre Chapas Acrílicas Cast

No mercado temos três tipos de chapas acrílicas: Cast, Extrudada e Reciclada (recuperada). Cada tipo reage de forma distinta quando exposta a elementos químicos presentes na cola. No caso da chapa do tipo cast, a resistência é maior o que evitará efeitos desagradáveis, como craquelamento (crazing), perda de brilho e aparecimento de bolhas.

Detalhe para as bolhas que devem ser evitadas em uma colagem de chapas acrílicas

 3 – Escolha a cola certa para cada projeto

No mercado temos alguns tipos de colas para acrílico que se distinguem em relação ao tempo de cura, características da área a ser colada, estanqueidade, tipo de uso da peça final, etc.
FIQUE ATENTO A ESCOLHA DA COLA CORRETA PARA O SEU PROJETO, e fuja de adaptações como o uso do clorofórmio para colar acrílico. Comece o seu projeto já buscando informações sobre o tipo de cola necessária.

4 – Pratique a colagem antes de iniciar um projeto

ANTES DE INICIAR UM PROJETO FAÇA TESTES COM COLAS E CHAPAS DIFERENTES,  verifique se os processos que serão usados trarão uma colagem de alta qualidade. Um erro comum é descobrir somente após muitas peças criadas que um dos processos ou materiais escolhidos não foram adequados.

5 – Verifique a temperatura e umidade de seu local de trabalho

Como o nosso país tem proporções continentais, a temperatura e umidade varia de região para região, e isso muitas vezes não é levado em conta na montagem de um ambiente para se trabalhar com acrílico.
DEVEMOS TER EM CONTA QUE TEMPERATURA IDEAL DE TRABALHO PARA COLAGEM DE CHAPAS ACRÍLICAS É ENTRE 20 E 25°C. E não devemos trabalhar em salas com temperaturas abaixo de 15°C ou acima de 37°C e com alta umidade relativa do ar, pois a reação dos compostos químicos das colas não trará o resultado esperado.

6 – Respeite o tempo de secagem da cola

CADA COLA TEM SEU TEMPO PARTICULAR DE CURA (SECAGEM), RESPEITE ESSA DEMANDA. Por mais que seu projeto exija agilidade, não sacrifique a qualidade e resistência de suas peças e produtos por conta de alguns minutos.
Verifique no rótulo das colas, para saber mais sobre este tempo necessário.

7 – Utilize gabaritos adequados para Colar Acrílico

É muito comum na correria do dia-a-dia o profissional usar de elementos de mais fácil acesso como gabaritos que foram usados muitas vezes em variados projetos.

OS GABARITOS DEVEM SER PROJETADOS E CRIADOS PARA CADA PROJETO, pois quando usamos o mesmo gabarito muitas vezes para diferentes trabalhos vamos perdendo a eficiência e limpeza do mesmo. Em geral as peças, em especial as de MDF, vão se deformando, acumulando sujeira e resto de cola de trabalhos anteriores, fazendo com que a colagem fique irregular e tenha manchas indesejáveis.

Post Your Comment Here

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *